terça-feira, 1 de maio de 2012

Maldito cancro!


Acabei de ler estas palavras de Miguel Esteves Cardoso!
Impossível não sentir, como alguém disse, um murro no estômago.
Como estou a compreender as palavras de Miguel Esteves Cardoso!
As palavras e o terrível e indescritível sofrimento da morte anunciada de alguém que tanto amamos e o desespero de nada poder fazer depois de tudo termos tentado fazer.
Como estou a compreender as palavras de Miguel Esteves Cardoso!
Só quem passa por situações destas consegue imaginar tamanha DOR.
Chamem-lhe DOR, REVOLTA, DESESPERO, ANGÚSTIA, AMARGURA. Chamem-lhe tudo o que de mais horrível há porque do mais horrível se trata: a PERDA DE UM ENTE QUERIDO. DE UM GRANDE AMOR.
Miguel Esteves Cardoso, um abraço forte!

Maldita doença! Maldito cancro! Maldito e cobarde!

Silenciosamente destruidor.


Toureiros & afins

Grande verdade!