domingo, 18 de janeiro de 2015

Raif - condenado por criticar as autoridades religiosas do seu país


Sexta-feira, dia 9, viveu-se um dia de terror em França e um dia negro para a liberdade de expressão. Num supermercado de Paris, dezenas de pessoas eram feitas reféns e o mesmo acontecia numa gráfica em Dammartin-en-Goele. Os sequestradores eram perigosos e estavam armados. Dois dias antes, foram os autores de um sangrento massacre ao jornal satírico francês Charlie Hebdo, na capital francesa. 
O que talvez não saiba é que este dia 9 foi também um dia de terror para Raif Badawi, em Jeddah, na Arábia Saudita, onde começou a ser executada a pena de 1.000 chicotadas a que este blogger foi condenado. O crime que cometeu? “Insultar o Islão e violar a lei de informação tecnológica do país”. Isto por ter criado um fórum online para debate social e político e ter escrito textos criticando as autoridades religiosas do país. Foi condenando também a 10 anos de prisão. Assim, nessa sexta-feira pouco depois do meio-dia, uma carrinha da polícia parou em frente à mesquita de Al-Jafali. Os transeuntes juntaram-se num círculo enquanto o ativista foi tirado do veículo. “Um polícia aproximou-se dele, por trás, com uma vara enorme nas mãos e começou a bater-lhe. Raif ergueu a cabeça para o céu, fechou os olhos e arqueou as costas”, conforme relataram testemunhas à Amnistia Internacional.
Raif Badawi foi condenado a 1.000 chicotadas e a 10 anos de prisão. Todas as sextas-feiras nas próximas 19 semanas receberá 50 chicotadas em praça pública. Muitos acreditam que poderá não suportar o castigo. A sua filha, Doudi, de 10 anos, nunca pensou que um dia estaria sem o pai, como testemunha neste vídeo.
Assine a petição que encontra no link bit.ly/LibertemBadawi e passe a mensagem a todos os amigos e familiares.

Com os melhores cumprimentos,

Teresa Pina

VOTAREMOS APENAS EM CANDIDATOS QUE NÃO ESTEJAM COMPROMETIDOS COM A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA

VOTAREMOS APENAS EM CANDIDATOS QUE NÃO ESTEJAM COMPROMETIDOS COM A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA Proponho-me a reproduzir aqui o precio...