sábado, 31 de maio de 2014

António Costa





António Costa, afinal, marimbou-se para os eleitores que nele votaram para Presidente da Câmara de Lisboa! E o que ele queria omitiu-o, e bem, aquando das eleições autárquicas, pois na sua mira esteve sempre, não a Câmara De Lisboa mas a cadeira de primeiro-ministro.

Fez exatamente como Durão Barroso quando se mudou rapidamente para a U.E. e se "esqueceu" que tinha sido eleito...
Enfim, nada conta para esta gente. É só verborreia e fingimento. A ambição pelo Poder fala mais alto do que o compromisso com o eleitorado a quem prometeram "mundos e fundos"!

Não. Não é assim que se faz Política, muito menos, que a credibilizam junto dos cidadãos

No caso de António Costa, a tese que ele apresentou da % eleitoral alcançada pelo seu partido é um falso motivo, um pretexto, uma simples artimanha para voltar a fazer o que sempre pretendeu.

A democracia dispensava estes golpes e estes tristes episódios cuja continuação a direita aguarda entusiasticamente.

Que novela!

Segundo o jornal i de hoje, no final do encontro deste sábado Costa e Seguro saíram com duas evidentes declarações de guerra.
Triste, muito triste.
Muita arrogância e falta de caráter.


Nazaré Oliveira

VOTAREMOS APENAS EM CANDIDATOS QUE NÃO ESTEJAM COMPROMETIDOS COM A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA

VOTAREMOS APENAS EM CANDIDATOS QUE NÃO ESTEJAM COMPROMETIDOS COM A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA Proponho-me a reproduzir aqui o precio...