quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Portugal e o Holocausto



Decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian, dias 29 e 30 de Outubro, uma conferência internacional subordinada ao tema “Portugal e o Holocausto”, que reuniu especialistas, académicos e educadores dos Estados Unidos, de Portugal e de outros países europeus que estudam o Holocausto.

Estive lá e foi fantástico o que ouvi, vi e aprendi.



Neste evento, para além dessas intervenções especializadas, uma houve, também, que muito me marcou: o trabalho de professores e alunos da Escola Secundária de Valpaços, particularmente, do professor João Pinto Coelho.
Um trabalho notável e entusiasticamente aplaudido pelos presentes, e sobre o qual apresentaram um vídeo, que, infelizmente, só tem parte desse trabalho, como nos foi dito por aquele professor (Sugiro o seu visionamento a partir do minuto 14.46).

Uma escola transmontana, alunos transmontanos a desmistificar, com elevada categoria e humildade, que o nível de uma escola não se mede só pelos rankings e pelas classificações obtidas nos exames nacionais. E que as escolas do interior também têm bons profissionais, bons alunos, embora quase sempre em desvantagem com as dos grandes centros urbanos, pelas razões que nós sabemos.

Aqui, sem sombra de dúvida, como aliás provaram, atingiram a classificação máxima não só pelos conhecimentos que tiveram para executar este trabalho e este projeto, como pela criatividade demonstrada e, sobretudo, porque ao nível da sua humanidade e do serviço que prestaram à cidadania e à educação para os valores, foram, de facto, simplesmente magistrais e irrepreensíveis.
Não são só os rankings que falam da qualidade do ensino e da qualidade dos professores. Este trabalho, como disse, teve  a ter o aplauso e a projeção internacional que eu própria pude testemunhar.

Parabéns, mais uma vez.

“Devemos contar aos nossos filhos, mas, mais do que isso, devemos ensiná-los. Porque lembrança sem determinação é um gesto vazio. A consciência sem ação não altera nada. Neste sentido, "nunca mais" é um desafio para todos nós - para fazermos uma pausa e refletirmos.” (Presidente Barack Obama, Abril de 2012)



Nazaré Oliveira


'Portugal e o Holocausto' - aprender com o passado para ensinar no futuro.

Para ter acesso ao programa, visitar a página: http://www.gulbenkian.pt/index.php?object=483&article_id=2008langId%3D1


Toureiros & afins

Grande verdade!