sábado, 22 de setembro de 2012

Relvas

"Com sua licença", Prof. Carlos Fiolhais!

(De Rerum Natura, 21.09.2012)

O ministro da Educação e Ciência Nuno Crato está a fazer uma grande maldade ao primeiro ministro Passos Coelho. Ao não apressar a publicação do inquérito à licenciatura a Miguel Relvas, que a Inspecção do Ensino Superior está a realizar há demasiado tempo, dá azo a que a opinião pública continue a ter fortes razões para não dar crédito nem a Miguel Relvas, que se intitula de "doutor" sem o ser verdadeiramente, nem a Passos Coelho, que persiste em o apoiar. A pose displicente e arrogante de Relvas no Brasil numa altura de crise política grave deveria chegar, mesmo que o relatório da Inspecção tardasse, para o afastar da governação. Mas não chegou. As pessoas começam a interrogar-se se, para sair o ministro dos Assuntos Parlamentares, é preciso que saia ao mesmo tempo o primeiro-ministro. De facto, nem os ministros nem os primeiros-ministros são eternos.

Toureiros & afins

Grande verdade!