sexta-feira, 10 de junho de 2011

Ao desconcerto do mundo

Os bons vi sempre passar
No Mundo graves tormentos;
E pera mais me espantar,
Os maus vi sempre nadar
Em mar de contentamentos.
Cuidando alcançar assim
O bem tão mal ordenado,
Fui mau, mas fui castigado.
Assim que, só pera mim,
Anda o Mundo concertado.

Poema de Luís de Camões
Foto de Francisco Torgal

Riscos que corre hoje a nossa liberdade

Três riscos corre hoje a nossa liberdade: 1. Primeiro , o risco de perdermos o controlo democrático sobre o nosso país. O ris...