quarta-feira, 25 de maio de 2011

Educação Cívica









Enquanto as pessoas não perceberem que a rua é a casa de toda a gente, continuaremos a ver cenas de horror, inadmissíveis e revoltantes, como é o caso dos "senhores" e "senhoras" que, estupidamente, com os ecopontos mesmo ao lado ou os contentores a a 2 metros, insistem em deixar os seus saquinhos do lixo do lado de fora, num claro desrespeito pelos outros e, sobretudo, pelo Ambiente!
Que moral tem esta gentinha para vir falar de civismo e criticar os outros?
Que medíocres! Que fazer com esta gente?
E os que "grafitam" a torto e a direito, paredes, janelas, azulejos, fachadas de prédios, monumentos... Quando se tomam medidas a sério contra este vandalismo e estes criminosos? Por que razão é que as autoridades e as autarquias ainda não as tomaram? Por que razão as nossas Câmaras não são mais actuantes nesta questão da limpeza pública e recolha de lixos, argumentando sempre que não têm pessoal suficiente para o fazer?
Não há desculpa: para este e outros sectores carenciados, requisitem pessoas inscritas nos Centros de Emprego, que recebem o rendimento mínimo há anos ou que continuam a fazer "formação para inglês ver", não se sabe bem porquê nem a quem interessa...Coloquem-nas, sim, em lugares onde a mão de obra nunca é demais! É o caso da limpeza das ruas, das serras, florestas, dos acessos às praias... Enquanto este país continuar assim, sem determinação política para tomar medidas sistematicamente adiadas e urgentes, descurando completamente o ensino da educação cívica nas nossas escolas, nada de bom poderemos projectar para o futuro.

Toureiros & afins

Grande verdade!