sábado, 4 de julho de 2015

Entre a quietude, a harmonia, a paz e a natureza




 Lá… entre a quietude, a harmonia, a paz e a natureza que me anima… estarei…


Poderia ter escolhido viver tranquilamente, nos refúgios onde, por vezes, me afasto do mundo cruel que me rodeia.
Poderia permanecer lá… até ao fim dos meus dias, entre os seres que me animam e que são meus iguais…
Mas há um grito que me convoca para a luta que venho travando contra o animal-homem-predador… um mísero ser que ataca a Humanidade, a Natureza e a Vida…
Uma luta árdua… que me exaure a alma…
Necessito desta fuga…
Lá… entre a quietude da Criação, estarei um tempo efémero…
Mas regressarei ao ninho dos pérfidos, para continuar a combater a crueza da selvática natureza humana




Obg, Isabel Ferreira.
Partilho contigo estes sentimentos, este combate que teima em não parar.

Esperança na luta contra o cancro!

Análise ao sangue  capaz de detectar e localizar oito tipos de cancro Investigadores apresentam um teste não invasivo que usa a inf...