sexta-feira, 7 de março de 2014

Um olhar de Máximo Gorki sobre a Revolução Industrial inglesa - XVIII/XIX


Estas imagens, retiradas da Web, dizem bem da escravização e exploração desumana de mulheres e crianças, sem esquecer os homens, claro, neste período da História onde o lado mais terrível do capitalismo industrial e financeiro se começou a agigantar perante o Homem, os pobres, os mais vulneráveis, e para o qual tudo valeu (e vale), até a exploração do homem pelo homem. 

Nazaré Oliveira



 


 

 






"Todos os dias, o apito pungente da fábrica cortava o ar enfumaçado e pegajoso que envolvia o bairro operário e, obedientes à chamada, seres sombrios, de músculos ainda cansados deixavam os seus casebres, acanhados e escuros feitos baratas assustadas.
Sob o frio amanhecer, seguiam pela rua esburacada em direção às enormes jaulas de pedras da fábrica que os aguardava desdenhosa, iluminando o caminho lamacento com centenas de olhos empapuçados.


Os pés pisavam na lama. Vozes sonolentas emitiam poucas saudações, palavrões dilaceravam, raivosamente, o ar. Mas eram diferentes os sons que acolhiam os operários: pesadas máquinas em funcionamento, o resfolegar do vapor.
As enormes chaminés negras, quais grossas toras de madeira, apontavam para o céu, dando ao ambiente um ar sombrio e severo.


Com o pôr-do-sol, cujos raios vermelhos iluminavam, cansados, os vidros das casas, a fábrica vomitava os seres das suas entranhas de pedra, como se fossem escória, e eles voltavam a espalhar-se pelas ruas, com o rosto enegrecido pela fuligem, sujos, fedendo a óleo, com o brilho branco dos dentes famintos. Agora, as suas vozes demonstravam mais vida e até mesmo alegria. Por ora, a tortura violenta do trabalho havia terminado. Aguardava-os, em casa, o jantar e o descanso.
O dia consumira-se na fábrica. As suas máquinas sugaram dos seus músculos toda a energia de que necessitavam.


Mais um dia irremediavelmente riscado das suas vidas. O homem dera mais um passo em direção ao túmulo, mas ele antevia, apenas, o gozo imediato do descanso, as alegrias do bar repleto de fumaça e sentia-se satisfeito."



Uma sugestão de leitura sobre este assunto:
 http://histdocs.blogspot.pt/2014/03/as-condicoes-da-classe-operaria-na.html

VOTAREMOS APENAS EM CANDIDATOS QUE NÃO ESTEJAM COMPROMETIDOS COM A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA

VOTAREMOS APENAS EM CANDIDATOS QUE NÃO ESTEJAM COMPROMETIDOS COM A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA Proponho-me a reproduzir aqui o precio...